Radio Lacan
PODCASTS

Psicanálise da Orientação lacaniana

Na segunda-feira, 17 de abril, Jacques-Alain Miller ​concedeu​ uma entrevista exclusiva para a Rádio Lacan, sobre a situação política atual e da saída da cautela, a qual hoje ele próprio se inscreve, junto aos psicanalistas​. Decisão assumida​ diante da probabilidade que parece se confirmar na França, do êxito de Marine Le Pen na​s​ eleiç​ões​ à presidência da República, em fins de abril e no início de maio de 2017.
Essa foi uma ocasião para ele se debruçar na análise, desse momento politico, o qual atravessa o mundo, e também, no modo dos psicanalistas se inscreverem como atores de nossa época.
10 perguntas foram elaboradas por uma equipe de Rádio Lacan composta por Liliana Mauas, Patrick Almeida, Fabian Fajnwaks, Marco Mauas, Perla Miglin e Eduardo Scarone, com o acordo de Leonardo Gorostiza.
A entrevista foi realizada por Patrick Almeida e será difundida em uma série de episódios sucessivos, em emissões extraordinárias, pela Rádio Lacan.
Série de Conversações Anti-Le Pen
#Appelpsychanalystes2017 https://scalpsite.wordpress.com/appel-des-psychanalystes/

Episódio 1
Pergunta 1
Por Patrick Almeida
A presença dos psicanalistas na política se baseia em antecedentes recentes, na mobilização acionada por sua convocatória contra a perseguição sofrida por Rafah Nached ou Mitra Kadivar, na Siria e no Irã. Tratavam-se de psicanalistas que se encontravam em perigo em seus países. Mas, no momento atual é diferente. O passo dado por você agora, convida para que nos comprometamos com a política cotidiana de um modo geral, a dos partidos, dos votos, das eleições, e para que possamos nos perguntar o que implica este novo passo.
47:13 minutos | Áudio em Francês | Gravado em 17.04.2017
Episódio 2
Pergunta 2
Por Patrick Almeida
O mundo gira para a direita, até mesmo para a extrema-direita. Marx desapareceu, Freud é atacado. O que ascende é a religião e quanto ao mundo, ele será das « mulheres ». Lacan nos indicou assim. O país das Luzes, a França, poderia evitar isso?
44:50 minutos | Áudio em Francês | Gravado em 17.04.2017
Pierre Naveau