Radio Lacan
PODCASTS

A ação lacaniana em ato.
Ecos da cidade

Através de suas palavras Gisela Suárez mostra, de um lado, como conseguir por em ato a ação lacaniana desde o CID-Medellín, em uma instituição para a internação de sujeitos psicóticos, que tenham permanecido, por muito tempo, em situação de rua, ao furar o discurso das políticas de saúde mental, que na Colômbia consideram a psicose como uma incapacidade, o qual é próprio das neurociências. De outro lado, subverte o propósito de albergar indivíduos, para a atenção básica, que é uma das respostas das políticas estatais à indigência e que termina por intensificar a desinserção do Outro. E o faz pelo tratamento possível do sujeito psicótico na prática entre vários, orientado pela psicanálise de orientação lacaniana. Gisela Suárez é psicanalista Associada à NEL-Medellín. É a Coordenadora do Estágio no Projeto CID-Medellín (Centro de Investigação e docência em psicanálise) da NEL-Medellín na APCD. É Psicóloga da APCD que é uma unidade de Atenção Primária da Prefeitura de Medellin, para sujeitos psicóticos que se encontram em situação de rua. María Cristina Giraldo é psicanalista, membro da AMP e da NEL-Medellín. Docente de INES Instituto Nova Escola (NEL) e do Projeto CID-Medellín (Centro de Investigação e docência em psicanálise) da NEL-Medellín.
Episódio 1
Um furo produzido pela ação lacaniana nas políticas de saúde mental. Entrevista a Gisela Suárez
Por María Cristina Giraldo
19:24 minutos | Áudio em Espanhol | Gravado em 30.06.2014
Pierre Naveau